Ex-agente do Border Patrol é condenado por oferecer documentos a imigrantes por $5 mil

Um ex-agente da Patrulha de Fronteira foi condenado a um ano e meio de prisão depois de se declarar culpado pelo crime de aceitar propina para conceder benefícios imigratórios a estrangeiros que atravessavam a fronteira do México com o Texas.

 

Segundo a acusação, Fernando Castillo, de 42 anos, cobrava $5 mil dos imigrantes para entrar no sistema do governo e modificar as informações de forma fraudulenta. Ele teria pedido dinheiro de imigrantes do México e de El Salvador para “legalizá-los”.

Castillo trabalhava em El Paso, Texas, e foi dispensado do Border Patrol em julho do ano passado. Ele estava preso desde então.

De acordo com documentos federais, o imigrante que pagou o suborno foi barrado na fronteira e teria que retornar ao México. O ex-agente se ofereceu para levar o salvadorenho até o lado mexicano da fronteira. Dentro do veículo, Castillo teria oferecido modificar o status do imigrante no sistema e, assim, fazer com que ele responda ao processo nos Estados Unidos.

O imigrante disse que, durante o trajeto, Castillo abriu sua bolsa e pegou $500 em dinheiro. Ao perceber que o dinheiro havia sido levado, o imigrante fez a denúncia nos portos de entrada e agentes federais deram início à investigação.

Agentes federais viram que o processo imigratório do denunciante havia sido modificado, mas ele ainda não havia pagado a quantia. O acusado ligou inúmeras vezes para a vítima para negociar o pagamento do valor.

Em nota, o CBP disse levar à sério todas as denúncias recebidas e qualquer má conduta de agentes, quando provadas, são punidas com rigor.

fonte cnn

O que achou?

comentários

Share This