Os EUA culparam o Irã na terça-feira pelo abate de um avião EUA sobre o Iêmen

Washington  Os EUA culparam o Irã na terça-feira pelo abate de um 
avião MQ-9 dos EUA sobre o Iêmen por um míssil terra-ar, uma aparente 
escalada das tensões entre Washington e Teerã.

Os EUA acreditam que o míssil foi fornecido aos rebeldes do Houthi pelo 
Irã, disse uma autoridade dos EUA, acrescentando que não ficou claro se
 o drone estava sendo operado pelos militares dos EUA ou pela comunidade 
de inteligência. Os rebeldes, no entanto, disseram que o míssil usado 
foi "desenvolvido localmente" e parece sugerir 
que não foi fornecido a eles pelo Irã.
Declarações da administração Trump e dos militares dos EUA, no entanto, 
claramente implicaram o Irã no incidente, que foi divulgado pela Reuters.
"Estamos cientes dos relatos de um ataque das forças Houthi, apoiadas
 pelo Irã, em um drone dos EUA. O presidente foi informado e continuamos 
a investigar o assunto", disse o porta-voz do Conselho 
de Segurança Nacional, Garrett Marquis, em um comunicado.
"Este ataque só é possível por causa da ajuda letal do Irã aos Houthis
 e serve como mais um exemplo dos incansáveis ​​esforços do regime para 
aumentar o conflito e ameaçar a estabilidade regional", acrescentou.
O Comando Central dos EUA informou na quarta-feira que está investigando
 "relatos de um ataque de forças houthis apoiadas pelo Irã" em 
um drone norte-americano.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsOs EUA culparam o Irã na terça-feira pelo abate de um avião EUA sobre o Iêmen