BREAKING NEWS

Corpo encontrado no lago Piru, em Los Angeles , é possivelmente da atriz desaparecida Naya Rivera

Fonte: Reuters O xerife do condado de Ventura, Bill Ayub, disse estar confiante que o corpo encontrado no lago Piru, seja da atriz, Naya Rivera. Após desaparecer na quarta feira passada, Naya Rivera, 33 anos, após ter alugado um barco no lago Piru com seu filho de...

Estudo indica que imunidade contra o coronavírus não é permanente

Fonte: DW Cientistas observaram ainda que pacientes assintomáticos podem desenvolver menos anticorpos do que aqueles que apresentaram sintomas. Conclusões levantam dúvidas sobre estratégias como "passaportes de imunidade". De acordo com o estudo publicado no periódico...

Protestos em Israel em meio a Pandemia de Covid

Fonte: BBC A Praça Rabin, no centro de Tel Aviv, em Israel, foi mais uma vez palco de um protesto, dessa vez em plena pandemia de covid-19. Milhares de israelenses, em sua maioria jovens e sem observar o distanciamento social, realizaram uma manifestação neste sábado...

Flórida BATE RECORD nos EUA em casos de Coronavírus

Fonte: R7/ New York Magazine A Flórida se tornou Epicentro da Pandemia nos EUA, registrou aumento recorde de mais de 15 mil novos casos de COVID-19 em 24 horas neste domingo, um dia depois de a Walt Disney World em Orlando reabrir e de ativistas contrários ao uso de...

Sobe para 11 o número de casos de dengue confirmado em Florida Keys

Fonte: Miami Herald Um 11º caso de dengue transmitido por mosquitos foi confirmado em Florida Keys, disseram autoridades de saúde. Até o momento, todos os 11 casos ocorreram em Key Largo, incluindo 8 na última semana de junho, disseram na terça-feira as autoridades do...

CryCryptor – Novo ransomware disfarçado de aplicativo de rastreamento COVID-19

Fonte: Jerusalém Post CryCryptor visando usuários do Android no Canadá;  Pesquisadores da ESET encontram ferramenta de descriptografia para vítimas de ataque cibernético O novo ransomware está sendo usado em ataques cibernéticos sob o disfarce de um aplicativo oficial...

Porto Rico – manifestantes pediram aos líderes a retiradas dos monumentos que representam opressão.

Fonte: Aljazeera news Estátuas, nomes de ruas, praças e até mesmo o corpo do conquistador Juan Ponce de Leon: a Espanha deixou um legado quase indelével em Porto Rico que atrai hordas de turistas todos os anos, mas alguns ativistas estão tentando apagá-lo quando se...

Cinco reféns mortos em igreja na África do Sul

Fonte: CNN WORLD Cinco pessoas foram mortas e seis foram hospitalizadas depois que homens armados fizeram reféns em uma igreja na África do Sul no sábado, informou a polícia. Não ficou claro quantos reféns havia na igreja, mas todos foram libertados, segundo o Serviço...

OMS alerta para o H1N2 no Brasil

Fonte: Exame / UOL A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) informou a detecção de um caso de infecção respiratória em humanos causada por uma nova variante do vírus influenza A H1N2, que vem de porcos para seres humanos. O vírus tem potencial para causar uma nova pandemia...

Imagem de Jesus Cristo é encontrada em uma tora de madeira

Fonte: Correio MS Um desenho que apareceu no tronco e em vários pedaços de uma árvore da espécie salgueiro, após uma poda, em Itaquiraí, em Mato Grosso do Sul, intrigou os operários responsáveis pelo serviço. Alguns deles viram na figura a “imagem de Jesus Cristo”. A...

China – recorde de número de divorcios

(Fonte: Folha Vitória)

Na China, primeiro país a identificar casos da doença e a implementar o isolamento, os pedidos de separação impressionam. De acordo com o jornal chinês The Global Times, a cidade de Xiam registrou um número recorde de pedidos de divórcio durante as semanas de isolamento social no país. Atualmente, com a contenção da pandemia por lá e a volta à normalidade, os cartórios reabriram e já não há mais horários disponíveis para resolver questões de divórcio em várias das províncias do país.

Debora Ghelman, advogada especialista em Direito Humanizado nas áreas de Família e Sucessões, prevê que todos os países afetados pela pandemia e

Na China, primeiro país a identificar casos da doença e a implementar o isolamento, os pedidos de separação impressionam. De acordo com o jornal chinês The Global Times, a cidade de Xiam registrou um número recorde de pedidos de divórcio durante as semanas de isolamento social no país. Atualmente, com a contenção da pandemia por lá e a volta à normalidade, os cartórios reabriram e já não há mais horários disponíveis para resolver questões de divórcio em várias das províncias do país.

Debora Ghelman, advogada especialista em Direito Humanizado nas áreas de Família e Sucessões, prevê que todos os países afetados pela pandemia e que hoje em dia encontram-se de quarentena, sigam o padrão da sociedade chinesa e tenham um aumento considerável nos pedidos de divórcios. No Brasil não será diferente.

“O isolamento social obriga as pessoas a conviverem 24 horas por dia e com isso muitos dos conflitos que sempre existiram ganham maior evidência. Com isso muitas pessoas acabam percebendo que não querem mais estar naquela relação. Conviver é difícil e, quando não há mais diálogo entre o casal significa que os dois desistiram de investir no relacionamento”.

A decisão pelo divórcio que já tende a ser bastante difícil, neste momento de pandemia, tem sido ainda mais complicada, pois muitos casais vêm sendo obrigados a seguir convivendo na mesma casa. De acordo com Debora, a atual situação torna inviável conseguir uma ordem judicial que determine que um dos ex-companheiros saia de casa. “O pedido é possível, mas o seu deferimento será muito difícil. Isso porque estamos no meio de uma pandemia onde grande parte do país encontra-se em quarentena. Dificilmente o Estado, maior interessado que o vírus não se propague, determinará que uma pessoa saia de sua residência e corra o risco de se contaminar, a não ser em casos gravíssimos em que ocorram abusos.

A própria casa é justamente o local mais perigoso para mulheres que sofrem com a agressividade de seus parceiros. Durante a quarentena, o problema da violência doméstica se agravou devido à convivência intensa e a apreensão devido à incerteza gerada pela doença. Somente no Rio de Janeiro o número de denúncias de violência doméstica: aumentou cerca de 50%, mas a realidade de avanço nos casos aconteceu em todo o mundo.

De acordo com a advogada, nesses casos, onde o convívio acarreta em risco de morte, é possível requerer a separação de corpos no plantão judiciário, com grandes chances de deferimento.

Se o divórcio não envolver nenhum tipo de abuso – físico ou psicológico – a advogada aconselha que, mesmo separados, o ex-casal mantenha o diálogo e continue tentando conviver pacificamente até que a pior parte da pandemia passe, para que depois sejam resolvidos assuntos burocráticos como a divisão de bens e a guarda dos filhos. Caso a situação seja realmente insustentável, o ideal é juntar-se ao isolamento social com algum familiar em outra residência.

Neste momento de convivência forçada é fundamental compreender que estamos atravessando um período sem precedentes e que é preciso tentar passar por isso da melhor maneira possível. São muitas incertezas e angústias que tomam conta da mente muitas vezes e, por isso, aplicar regras de convivência ajuda a cumprir o isolamento social sem que os dias se tornem tão pesados”, finaliza a especialista

hoje em dia encontram-se de quarentena, sigam o padrão da sociedade chinesa e tenham um aumento considerável nos pedidos de divórcios. No Brasil não será diferente.

“O isolamento social obriga as pessoas a conviverem 24 horas por dia e com isso muitos dos conflitos que sempre existiram ganham maior evidência. Com isso muitas pessoas acabam percebendo que não querem mais estar naquela relação. Conviver é difícil e, quando não há mais diálogo entre o casal significa que os dois desistiram de investir no relacionamento”.

A decisão pelo divórcio que já tende a ser bastante difícil, neste momento de pandemia, tem sido ainda mais complicada, pois muitos casais vêm sendo obrigados a seguir convivendo na mesma casa. De acordo com Debora, a atual situação torna inviável conseguir uma ordem judicial que determine que um dos ex-companheiros saia de casa. “O pedido é possível, mas o seu deferimento será muito difícil. Isso porque estamos no meio de uma pandemia onde grande parte do país encontra-se em quarentena. Dificilmente o Estado, maior interessado que o vírus não se propague, determinará que uma pessoa saia de sua residência e corra o risco de se contaminar, a não ser em casos gravíssimos em que ocorram abusos.

A própria casa é justamente o local mais perigoso para mulheres que sofrem com a agressividade de seus parceiros. Durante a quarentena, o problema da violência doméstica se agravou devido à convivência intensa e a apreensão devido à incerteza gerada pela doença. Somente no Rio de Janeiro o número de denúncias de violência doméstica: aumentou cerca de 50%, mas a realidade de avanço nos casos aconteceu em todo o mundo.

De acordo com a advogada, nesses casos, onde o convívio acarreta em risco de morte, é possível requerer a separação de corpos no plantão judiciário, com grandes chances de deferimento.

Se o divórcio não envolver nenhum tipo de abuso – físico ou psicológico – a advogada aconselha que, mesmo separados, o ex-casal mantenha o diálogo e continue tentando conviver pacificamente até que a pior parte da pandemia passe, para que depois sejam resolvidos assuntos burocráticos como a divisão de bens e a guarda dos filhos. Caso a situação seja realmente insustentável, o ideal é juntar-se ao isolamento social com algum familiar em outra residência.

Neste momento de convivência forçada é fundamental compreender que estamos atravessando um período sem precedentes e que é preciso tentar passar por isso da melhor maneira possível. São muitas incertezas e angústias que tomam conta da mente muitas vezes e, por isso, aplicar regras de convivência ajuda a cumprir o isolamento social sem que os dias se tornem tão pesados”, finaliza a especialista

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Saude China – recorde de número de divorcios