BREAKING NEWS

Corpo encontrado no lago Piru, em Los Angeles , é possivelmente da atriz desaparecida Naya Rivera

Fonte: Reuters O xerife do condado de Ventura, Bill Ayub, disse estar confiante que o corpo encontrado no lago Piru, seja da atriz, Naya Rivera. Após desaparecer na quarta feira passada, Naya Rivera, 33 anos, após ter alugado um barco no lago Piru com seu filho de...

Estudo indica que imunidade contra o coronavírus não é permanente

Fonte: DW Cientistas observaram ainda que pacientes assintomáticos podem desenvolver menos anticorpos do que aqueles que apresentaram sintomas. Conclusões levantam dúvidas sobre estratégias como "passaportes de imunidade". De acordo com o estudo publicado no periódico...

Protestos em Israel em meio a Pandemia de Covid

Fonte: BBC A Praça Rabin, no centro de Tel Aviv, em Israel, foi mais uma vez palco de um protesto, dessa vez em plena pandemia de covid-19. Milhares de israelenses, em sua maioria jovens e sem observar o distanciamento social, realizaram uma manifestação neste sábado...

Flórida BATE RECORD nos EUA em casos de Coronavírus

Fonte: R7/ New York Magazine A Flórida se tornou Epicentro da Pandemia nos EUA, registrou aumento recorde de mais de 15 mil novos casos de COVID-19 em 24 horas neste domingo, um dia depois de a Walt Disney World em Orlando reabrir e de ativistas contrários ao uso de...

Sobe para 11 o número de casos de dengue confirmado em Florida Keys

Fonte: Miami Herald Um 11º caso de dengue transmitido por mosquitos foi confirmado em Florida Keys, disseram autoridades de saúde. Até o momento, todos os 11 casos ocorreram em Key Largo, incluindo 8 na última semana de junho, disseram na terça-feira as autoridades do...

CryCryptor – Novo ransomware disfarçado de aplicativo de rastreamento COVID-19

Fonte: Jerusalém Post CryCryptor visando usuários do Android no Canadá;  Pesquisadores da ESET encontram ferramenta de descriptografia para vítimas de ataque cibernético O novo ransomware está sendo usado em ataques cibernéticos sob o disfarce de um aplicativo oficial...

Porto Rico – manifestantes pediram aos líderes a retiradas dos monumentos que representam opressão.

Fonte: Aljazeera news Estátuas, nomes de ruas, praças e até mesmo o corpo do conquistador Juan Ponce de Leon: a Espanha deixou um legado quase indelével em Porto Rico que atrai hordas de turistas todos os anos, mas alguns ativistas estão tentando apagá-lo quando se...

Cinco reféns mortos em igreja na África do Sul

Fonte: CNN WORLD Cinco pessoas foram mortas e seis foram hospitalizadas depois que homens armados fizeram reféns em uma igreja na África do Sul no sábado, informou a polícia. Não ficou claro quantos reféns havia na igreja, mas todos foram libertados, segundo o Serviço...

OMS alerta para o H1N2 no Brasil

Fonte: Exame / UOL A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) informou a detecção de um caso de infecção respiratória em humanos causada por uma nova variante do vírus influenza A H1N2, que vem de porcos para seres humanos. O vírus tem potencial para causar uma nova pandemia...

Imagem de Jesus Cristo é encontrada em uma tora de madeira

Fonte: Correio MS Um desenho que apareceu no tronco e em vários pedaços de uma árvore da espécie salgueiro, após uma poda, em Itaquiraí, em Mato Grosso do Sul, intrigou os operários responsáveis pelo serviço. Alguns deles viram na figura a “imagem de Jesus Cristo”. A...

Arqueólogos fazem descoberta fantástica na Amazônia

(Fonte: D24am de 28/08/2018 e The Guardian de 29/11/2019)

Os arqueólogos Eduardo Kazuo Tamanaha e Márjorie Lima desenterraram nove urnas funerárias pré-colombianas no Tauary – uma pequena comunidade na floresta amazônica brasileira.

O conjunto das urnas arqueológicas se diferencia pela variedade entre tipos e adornos nos acabamentos cerâmicos, como a pintura de cabeças humanas, formas animais e a presença ou ausência de bancos, onde as urnas podiam ser colocadas.

O motivo ou motivos dessa organização curiosa e para tantos detalhes ainda são desconhecidos, mas a equipe de especialistas espera encontrar pistas a partir de análises mais aprofundadas no Laboratório de Arqueologia do Instituto Mamirauá.

Mas a descoberta extraordinária do ano passado sublinhou a situação precária da pequena equipe do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá que os encontrou.

Dependendo de financiamento internacional, eles são os únicos arqueólogos por 500 km em todas as direções.  “Precisamos de estudantes, pesquisadores, dinheiro”, disse Kazuo. “

Os achados recentes estão mudando radicalmente nossa compreensão da pré-história da região.  Novas evidências sugerem que as civilizações pré-colombianas da Amazônia eram comparáveis ​​em escala e complexidade às culturas andinas e mesoamericanas mais conhecidas.  Eles tinham populações em milhões, vivendo em aldeias fortificadas e interconectadas.  Eles deixaram arte rupestre, vastas obras de terra cerimoniais, amplos canais de irrigação e calçadas, mas qualquer edifício de pedra, descrito em relatos fantasiosos pelos conquistadores, não sobreviveu.  Talvez ainda mais intrigante, um crescente corpo de pesquisa sugere que grande parte da maior floresta tropical do mundo foi moldada por seres humanos.

Arqueólogos de toda a Amazônia alertam que o progresso é prejudicado pelas políticas do presidente nacionalista do Brasil, Jair Bolsonaro.  O campo está enfrentando cortes dramáticos de financiamento, enquanto as mudanças legais propostas na arqueologia de resgate põem em risco evidências físicas inestimáveis.

E o deslocamento em massa das comunidades indígenas – resultante das promessas de Bolsonaro de entregar a Amazônia a madeireiros, mineiros e agricultores em nome do desenvolvimento – corre o risco de destruir o conhecimento local necessário para reconstruir o passado da Amazônia e potencialmente salvaguardar o seu futuro.

“É um ótimo momento para fazer arqueologia, mas está ameaçado”, disse Eduardo Neves, professor da Universidade de São Paulo (USP) e decano da arqueologia brasileira moderna.  “A ciência e o ensino superior no Brasil estão sob uma grande nuvem … Toda a perspectiva é bastante sombria.”

No vídeo da Reunião Ministerial liberada para a imprensa, o presidente denigre a a arqueologia com a palavra: “coco de índio petrificado”.

A escavação foi estimulada pela construção da hidrelétrica de Santo Antônio, nas proximidades.  Atualmente, esses projetos exigem levantamentos arqueológicos de antemão, mas mesmo essa chance de resgatar algumas evidências inestimáveis ​​deve ser encerrada.  A administração de Bolsonaro reavivou as propostas de que pesquisas anteriores são realizadas apenas onde já é comprovado a existência de material arqueológico.

A maioria descreve isso como um absurdo: na maioria dos casos, a arqueologia é completamente desconhecida até ser pesquisada.  “Se eles mudarem a lei, a arqueologia no Brasil acabou”, disse Bespalez.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
News Arqueólogos fazem descoberta fantástica na Amazônia