Mãe de Miami se declara inocente de afogar filho em canal

  • MIAMI (AP) – Uma mulher de Miami acusada de afogar seu filho autista de 9 anos em um canal se declarou inocente de acusações de assassinato em uma audiência na sexta-feira. Uma advogada de Patricia Ripley, 45, entrou com o pedido durante uma denúncia de videoconferência. Ripley enfrenta acusações de assassinato em primeiro grau, tentativa de assassinato, sequestro, abuso de crianças agravado e apresentação de um relatório policial falso. Os promotores entraram com um aviso para procurar uma acusação do grande júri por assassinato em primeiro grau, mas os grandes júris foram suspensos por causa da pandemia de coronavírus. Segundo a lei da Flórida, apenas alguém que é indiciado por um grande júri pode receber a pena de morte. Ripley afirmou que foi emboscada no dia 21 de maio por dois homens negros, disse a polícia de Miami-Dade. A mãe disse que eles exigiram drogas e levaram seu celular, tablet e filho, antes de fugir, provocando um alerta de âmbar na área ao sul de Miami. Alejandro Ripley era autista
  • O corpo do garoto foi retirado de um canal de golfe na manhã seguinte, enquanto a polícia continuava a interrogar a mulher. Uma declaração de prisão disse que ela forneceu “declarações conflitantes” e finalmente foi confrontada com testemunhos de testemunhas e vídeos mostrando a primeira tentativa de duas tentativas de empurrar o garoto para dentro do canal. Os moradores das proximidades ouviram gritos e o resgataram. O documento dizia que ela retratou sua história e admitiu que dirigiu para outro local cerca de uma hora depois e levou o garoto a um canal diferente, afirmando: “Ele estará em um lugar melhor”.
  •  fonte  news 13 orlando fl

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsMãe de Miami se declara inocente de afogar filho em canal