BREAKING NEWS

Designers de Nova York criam máscaras para campanha estadual

Fonte: WWD / “Mask Up” - foto designers Maxwell Osborne and Dao-Yi Chow Nova York está aumentando o quociente de moda quando se trata de máscaras. Na segunda-feira, o governador Andrew Cuomo em parceria com sua filha Mariah Kennedy Cuomo e o The RealReal, revelou que...

Nasa anuncia descoberta de água em estado líquido na Lua

Fonte: “Agência Brasil” O Observatório Estratosférico de Astronomia Infravermelha (Sofia, na sigla em inglês) da Nasa, a agência aeroespacial norte americana, anunciou hoje (26) a descoberta de água na superfície iluminada da Lua. Moléculas de H²O foram achadas na...

Louisiana deve se preparar para o Zeta enquanto ainda se recupera de dois furacões, disse o governador

Fonte: CNN (foto de Louisiana após a tempestade Delta) Com a tempestade tropical Zeta se aproximando da costa do Golfo, a Louisiana está se preparando para um impacto potencial, enquanto ainda trabalha para reparar os danos dos furacões Laura e Delta. "Devemos...

Morre a cantora Angela Maria, aos 89 anos, em São Paulo

 Fonte: Jornal de Brasília Aos 89 anos, morreu em São Paulo, a cantora Angela Maria. Ela estava internada há 34 dias, no Hospital Sancta Maggiore em decorrência de um quadro de infecção. O velório e o enterro ocorrerão hoje (30) no Cemitério Congonhas. De acordo com a...

PRODUTORA BRASILEIRA INDICADA À PREMIAÇÃO EM FESTIVAIS INTERNACIONAIS

 Fonte: TV CNB Três mulheres brasileiras, empreendedoras, uma pernambucana (Deyse Reis) e duas paulistas (Renata Souza e Renata Michelin), juntaram sua paixão em contar histórias, ficcionais ou reais e formaram uma Produtora de conteúdo audiovisual. A Mulier Filmes,...

Maia diz que Salles está destruindo meio ambiente e próprio governo

Fonte: R7 O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, neste sábado (24).  Para Maia, Salles está destruindo o meio ambiente brasileiro e o próprio governo.  "O ministro Ricardo Salles, não...

Quais países os brasileiros podem viajar?

Fonte: R7 Em meio às restrições em vigor devido à pandemia de covid-19, renovadas com o temor de uma segunda onda da doença, nunca foi tão difícil para o brasileiro viajar para fora do país. Para piorar, o real foi a moeda que mais se desvalorizou em 2020, frustrando...

Internado em Brasília, médium João de Deus tem quadro estável

 Fonte “agência Brasil” Cumprindo prisão domiciliar, ele deu entrada na madrugada deste sábado após ter sentido mal estar e incômodo no peito. O médium João de Deus deu entrada na madrugada deste sábado (24) no Hospital Sírio Libanês, em Brasília, onde encontra-se...

STF concede prisão domiciliar a detentos que têm filhos menores

Fonte: “Agencia  Brasil” Pais de crianças com deficiência também têm direito ao benefício. A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (20) conceder prisão domiciliar a detentos que são pais ou responsáveis por crianças menores de idade ou...

Internado, pai de MC Mirella é orientado a se afastar das redes sociais

Fonte: R7 Muryllo, irmão de MC Mirella, contou nas redes sociais que o pai, Antônio Otávio, foi orientado pelos médicos a se afastar da televisão e das redes sociais após passar mal e ter um "pico de estresse" por conta de ataques sofridos pela filha, participante de...

NOVO IMPOSTO atinge a classe média e empresários pagarão menos

Fonte: R7

Senadora, integrante da comissão mista para a reforma tributária, acha difícil a aprovação de imposto sobre pagamentos digitais como quer governo.

A criação de um novo imposto sobre pagamentos digitais tem poucas chances de ser aprovada no Congresso por atingir em cheio a classe média e por não haver outras propostas que atinjam apenas os mais ricos.

A opinião é da senadora Simone Tebet (MDB-MS), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e integrante da comissão mista para a reforma tributária, em entrevista ao R7 Planalto.

“O Congresso fica vulnerável para votar um projeto desse com argumento legítimo da sociedade que vai perguntar:  ‘Por quê nós de novo temos que pagar esse pato?”

A criação do novo imposto foi anunciada pelo governo com forma de compensar as perdas na arrecadação de uma ampla desoneração sobre a folha de pagamentos para até dois salários mínimos.

A proposta está no âmbito da reforma tributária, que até agora foi enviada de forma fatiada para o Congresso, o que também dificulta a aprovação, segundo a senadora: 

“Quando você cria um imposto que vai atingir em cheio a classe média sem falar em outros impostos que mexam com o andar de cima, e nem estou falando sobre grandes fortunas porque dizem que as pessoas podem enviar dinheiro para fora, mas quando você fala isso você cria uma reação, legítima, da sociedade”.

O novo imposto incidiria em 0,2% de todas as transações digitais de todos os brasileiros para compensar perdas de R$ 100 bi em arrecadação com a desoneração da folha.

Se aprovado, os empresários passam a pagar menos dos que pagam hoje para contratar quem ganha até dois salários, o que incentivaria contratações, e essa conta seria bancada por todos os brasileiros. 

“Ninguém tem problema em pagar 0,2%, mas desde que esse dinheiro vá para a Educação, para a Saúde, que não haja corrupção. Muita gente concordaria. O problema é a sensação da sociedade de que mais uma vez se cria um imposto para atingir a classe média, mas que não atinge os mais abastados nos seus privilégios. Não que 0,2% não vá pegar o milionário. Mas você não tem tributação sobre lucros e dividendos, por exemplo”.

A senadora defende uma ampla reforma dos impostos, mas acredita que a informação do novo imposto de forma isolada polui o debate: 

“Eu sou favorável a uma reforma tributária mais ampla possível, porque ela é a maior causa da desigualdade social e regional. Então você tem que criar fontes de receita ou diminuir despesas de forma a proteger os mais vulneráveis”. 

No início de setembro, o ministro Paulo Guedes interrompeu a interlocução com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por uma divergência na criação de um fundo regional para compesar perdas de Estados e municípios com reforma tributária. 

Para Simone Tebet, esse acontecimento reduziu a possibildade da aprovação de uma reforma mais ampla por gerar receio de governadores com as futuras perdas de arrecadação com a reforma: 

“Não só foi o grande motivo do rompimento entre Guedes e Maia mas também o motivo de eu não estar mais tão otimista quanto a uma reforma ampla. Só houve unanimidade dos governadores a essa reforma, que nem eles conhecem direito, porque se vendeu ideia, que tem voto para aprovar, que a gente criaria um fundo de compensação para Estados que produzem e que vão perder receita nesse novo modelo tributário. São R$ 48 a R$ 50 bi por ano por dez anos.

Quando o Guedes falou que não tem dinheiro, não tem como unificar os impostos estaduais. Vamos ter que fazer reforma mais enxuta que unifique impostos federais e quando sair da crise e tiver dinheiro a gente fala em imposto novo”.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Cidadania NOVO IMPOSTO atinge a classe média e empresários pagarão menos