Escritório de imigração em Orlando (FL) é fechado após tiroteio e um homem morto

Um homem foi morto a tiros na manhã de segunda-feira, dia 10, em um escritório do Departamento

de Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS), de acordo com

informações do Departamento de Polícia de Orlando, na Flórida.

Os policiais disseram que o suspeito, que estava armado, dirigiu-se até

o homem e uma mulher, do lado de fora do escritório da agência federal,

no Corporate Center Boulevard, perto de Lee Vista Blvd e South Goldenrod Road, por volta das 10:15 a.m.

Após se aproximar, o atirador matou o homem a tiros, mas a mulher conseguiu escapar.

Em seguida, o atirador saiu do local e fugiu. Mas logo depois, um policial avistou o veículo

do suspeito e iniciou uma perseguição que só terminou em uma casa perto de Kissimmee,

cerca de 24 quilômetros de distância de onde o crime aconteceu.

O suspeito foi preso.

A Polícia de Orlando confirmou que o tiroteio foi de natureza doméstica. Segundo as autoridades, a mulher que estava ao lado da vítima era ex-esposa do atirador.

A polícia disse ter identificado o suspeito como Alberto Rivero-Milian, 52 anos.

Ele permanece sob custódia na Cadeia do Condado de Osceola. A vítima também foi identificada. Trata-se de Alberto Dominguez-Ortiz, de 52 anos.

Os investigadores disseram que a vítima dirigiu do sul da Flórida até Orlando com

a ex-mulher do suspeito. O advogado de imigração, Rusten Hurd, relatou ao Canal 9

que as pessoas no prédio fugiram em pânico, correndo pelas portas e pulando pelas

janelas, depois de ouvir os tiros porque estavam com medo de que alguém estivesse atacando o local.

“Havia uma mesa dentro do escritório do oficial de imigração e todos nós nos

abaixamos atrás dela – provavelmente 20 de nós em um pequeno escritório”, disse Hurd.

O escritório ficou fechado na terça-feira e reabriu na quarta. Quem tinha audiência neste dia vai ser in formado sobre um reagendamento.

Alberto foi hospitalizado e não compareceu à audiência realizada na terça-feira.

Ele está detido mediante uma fiança de US $ 25.000 pela acusação de fugir e enganar a polícia no condado de Osceola.

Ele ainda não foi acusado pelo crime de homicídio.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsEscritório de imigração em Orlando (FL) é fechado após tiroteio e um homem morto