Eleições legislativas na Argentina: o que derrota da centro-esquerda significa para Fernández

Os argentinos foram às urnas no domingo (14/11) em eleições parlamentares de meio de mandato. Os resultados indicam uma derrota do governo do presidente Alberto Fernández, de centro-esquerda, para partidos da centro-direita.

O pleito renovou metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado.

Com quase todos votos apurados, a oposição aparece à frente do governo na contagem.

É a primeira vez, desde o retorno da democracia, em 1983, que um governo peronista vive esse cenário político, segundo analistas. Também foi histórica a baixa participação do eleitorado (71%), de acordo com dados oficiais.

O resultado eleitoral mostrou ainda que o governo e a opositora Juntos por el Cambio (Juntos pela Mudança) passarão a ter praticamente a mesma quantidade de votos na Câmara dos Deputados — 118 para a base governista Frente de Todos e 117 para a oposição.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsEleições legislativas na Argentina: o que derrota da centro-esquerda significa para Fernández