Sete mortos, mais de 30 feridos e 3 desaparecidos: o que se sabe sobre o acidente com lanchas em cânion em Furnas

Ao menos sete pessoas morreram e 30 ficaram feridas neste sábado (8/1) após um acidente envolvendo lanchas entre os cânions na represa de Furnas, em Capitólio, Minas Gerais. Até o início da noite, três pessoas permaneciam desaparecidas. As informações foram repassadas pelo Corpo de Bombeiros durante a tarde. Segundo a corporação, o número de vítimas ainda pode subir.

O tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, informou em um vídeo enviado à imprensa que ao menos dois dos mortos confirmados são homens ainda não identificados. Segundo ele, o reconhecimento é dificultado pela gravidade das lesões nos corpos das vítimas.

Segundo os bombeiros, os corpos ainda não foram encaminhados para identificação no Instituto Médico Legal (IML) e estavam em um clube náutico da região.
Vídeos do momento do acidente circulam pelas redes sociais. Nas imagens, é possível identificar uma rocha despencando na região onde turistas faziam um passeio de lancha.
De acordo com o porta-voz dos bombeiros, quatro embarcações foram atingidas pelo rolamento e queda de estruturas rochosas. Duas dessas lanchas sofreram impacto direto e afundaram após o acidente.

Uma das embarcações, de nome EDL, onde foram resgatadas 14 pessoas vivas e a lancha Jesus, onde dez pessoas foram resgatadas vivas.

As outras duas sofreram impactos indiretos. Uma delas, uma lancha vermelha sem identificação, teve dez passageiros socorridos com vida. Também foram resgatadas oito pessoas vivas da quarta lancha, de nome Nova Mãe.

Segundo os bombeiros, 23 pessoas receberam atendimento médico na Santa Casa de Capitólio após o acidente e foram liberadas. Outras duas foram internadas na Santa Casa de Pimhui, com fraturas expostas.

Três pessoas receberam atendimento na Santa Casa de Passos, mas não há informações sobre o estado de saúde delas. Quatro vítimas foram levadas para a Santa Casa de São João da Barra com ferimentos leves.

Outras sete pessoas eram procuradas pelos bombeiros, mas foram encontradas após contato por telefone.

“Muitas pessoas foram socorridas por embarcações que estavam na região e foram levadas por meios próprios para unidades hospitalares”, informou a corporação por meio de nota.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsSete mortos, mais de 30 feridos e 3 desaparecidos: o que se sabe sobre o acidente com lanchas em cânion em Furnas