Tiroteio em escola de Minnesota (EUA) mata um estudante e deixa outro ferido

Um estudante foi morto e outro ficou ferido após um tiroteio em uma escola em Richfield, Minnesota, nos Estados Unidos, anunciaram as autoridades nesta terça-feira (1°).

“Este é um dia trágico na cidade de Richfield”, disse o chefe de polícia, Jay Henthorne, durante uma entrevista coletiva.

O tiroteio ocorreu pouco depois do meio-dia, no Centro de Educação Sul, disse o chefe, e, quando os policiais chegaram, encontraram dois alunos que foram baleados em uma calçada do lado de fora da escola.

Os suspeitos fugiram do local imediatamente após o tiroteio, informou o policial.

Ambos os estudantes foram levados para um centro médico próximo e um deles não resistiu aos ferimentos, acrescentou. O outro aluno permanece em estado crítico. Henthorne não compartilhou mais detalhes sobre os estudantes.

As autoridades policiais estão procurando os suspeitos.

O incidente está sob investigação. Agentes especiais do FBI de Minneapolis também responderam aos relatos de tiros, disse o FBI no Twitter. Agentes especiais da divisão de campo de St. Paul da ATF também responderam, complementou a agência.

“Encorajamos fortemente qualquer pessoa com informações sobre este incidente a ligar para o telefone 1-888-ATF-TIPS”, disse o chefe da polícia. “Nossos corações estão com as famílias, estudantes e a comunidade impactada por este evento horrendo e trágico”.

Uma mensagem postada no site do distrito 287 disse que o Centro de Educação do Sul atende cerca de 200 alunos da pré-escola a 21 anos em programas de educação especial e aprendizado alternativo.

A superintendente Sandra Lewandowski disse em um comunicado publicado no site que o prédio estava sendo evacuado e os pais poderiam buscar seus alunos em um local seguro. O distrito estava trabalhando para reunir todos os alunos com suas famílias e proteger todos os prédios escolares, acrescentou a mensagem.

“Não há palavras para descrever a bravura exibida por nossa equipe no Centro Educacional e autoridades locais hoje”, disse Lewandowski em comunicado. “Ninguém deveria ter que responder a uma tragédia como essa e nos comprometemos a apoiar o bem-estar de funcionários, alunos e familiares enquanto eles se recuperam desse incidente”, acrescentou.

“É sempre difícil entender um incidente como esse e é um momento especialmente importante para pedir apoio. O distrito 287 está pronto para apoiar nossos alunos e funcionários conforme necessário enquanto nos recuperamos dessa tragédia”, finalizou o comunicado do superintendente.

O governador de Minnesota, Tim Walz, disse no Twitter durante a tarde que estava sendo informado sobre a situação.

“Nosso Departamento de Segurança Pública está em contato com as autoridades locais e estamos monitorando a situação de perto”, escreveu o governador.

O procurador-geral de Minnesota, Keith Ellison, disse em um comunicado também no Twitter que estava “profundamente triste e zangado” após o tiroteio.

“Meu escritório e eu apoiaremos a aplicação da lei e os promotores de todas as maneiras que pudermos para resolver esse crime e responsabilizar os responsáveis”, disse Ellison.

“Tiro em escolas, tiroteios em massa e violência armada acontecem com muita frequência – e nunca devemos ficar entorpecidos ou dessensibilizados. Devemos manter nossos corações abertos a toda a indignação e manter nossas mentes abertas a todas as soluções para acabar com isso. Não devemos aceitar mais morte e vidas dilaceradas”, pontuou.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsTiroteio em escola de Minnesota (EUA) mata um estudante e deixa outro ferido