div.et_pb_section.et_pb_section_0_tb_header{background-image:radial-gradient(circle at center,#2b87da 0%,#29c4a9 100%)!important}.et_pb_section_0_tb_header.et_pb_section{padding-top:0px;padding-bottom:0px;background-color:#2dba9e!important}.et_pb_row_0_tb_header.et_pb_row{padding-top:5px!important;padding-bottom:5px!important;padding-top:5px;padding-bottom:5px}.et_pb_row_1_tb_header,body #page-container .et-db #et-boc .et-l .et_pb_row_1_tb_header.et_pb_row,body.et_pb_pagebuilder_layout.single #page-container #et-boc .et-l .et_pb_row_1_tb_header.et_pb_row,body.et_pb_pagebuilder_layout.single.et_full_width_page #page-container #et-boc .et-l .et_pb_row_1_tb_header.et_pb_row,.et_pb_row_0_tb_header,body #page-container .et-db #et-boc .et-l .et_pb_row_0_tb_header.et_pb_row,body.et_pb_pagebuilder_layout.single #page-container #et-boc .et-l .et_pb_row_0_tb_header.et_pb_row,body.et_pb_pagebuilder_layout.single.et_full_width_page #page-container #et-boc .et-l .et_pb_row_0_tb_header.et_pb_row{width:90%;max-width:90%}.et_pb_row_0_tb_header{align-items:center}.et_pb_text_0_tb_header.et_pb_text{color:#000000!important}.et_pb_text_0_tb_header{font-family:'Montserrat',Helvetica,Arial,Lucida,sans-serif;font-weight:700;font-size:16px}.et_pb_post_slider_0_tb_header.et_pb_slider .et_pb_slide_description .et_pb_slide_title,.et_pb_post_slider_0_tb_header.et_pb_slider .et_pb_slide_description .et_pb_slide_title a{font-weight:600;font-size:14px!important;text-align:left}.et_pb_post_slider_0_tb_header.et_pb_slider,.et_pb_post_slider_0_tb_header.et_pb_slider.et_pb_bg_layout_dark{background-color:rgba(0,0,0,0)}.et_pb_post_slider_0_tb_header .et_pb_slide_description,.et_pb_slider_fullwidth_off.et_pb_post_slider_0_tb_header .et_pb_slide_description{padding-top:0px;padding-right:0px;padding-bottom:0px;padding-left:0px}.et_pb_post_slider_0_tb_header{margin-left:-100px!important}.et_pb_post_slider_0_tb_header.et_pb_slider,.et_pb_post_slider_0_tb_header.et_pb_slider .et_pb_slide_description .et_pb_slide_title,.et_pb_post_slider_0_tb_header.et_pb_slider .et_pb_slide_content .post-meta{text-shadow:none;float:left}ul.et_pb_social_media_follow_0_tb_header{margin-top:5px!important}.et_pb_section_1_tb_header.et_pb_section{padding-top:0px;padding-bottom:0px}.et_pb_menu_0_tb_header.et_pb_menu ul li a{font-family:'Montserrat',Helvetica,Arial,Lucida,sans-serif;font-weight:700;text-transform:uppercase;color:#000000!important;transition:color 300ms ease 0ms}.et_pb_menu_0_tb_header.et_pb_menu ul li:hover>a{color:#2dba9e!important}.et_pb_menu_0_tb_header.et_pb_menu{background-color:#ffffff}.et_pb_menu_0_tb_header.et_pb_menu .nav li ul,.et_pb_menu_0_tb_header.et_pb_menu .et_mobile_menu,.et_pb_menu_0_tb_header.et_pb_menu .et_mobile_menu ul{background-color:#ffffff!important}.et_pb_menu_0_tb_header.et_pb_menu nav>ul>li>a:hover{opacity:1}.et_pb_menu_0_tb_header .et_pb_menu_inner_container>.et_pb_menu__logo-wrap .et_pb_menu__logo,.et_pb_menu_0_tb_header .et_pb_menu__logo-slot{width:auto;max-width:56%}.et_pb_menu_0_tb_header .et_pb_menu_inner_container>.et_pb_menu__logo-wrap .et_pb_menu__logo img,.et_pb_menu_0_tb_header .et_pb_menu__logo-slot .et_pb_menu__logo-wrap img{height:auto;max-height:none}.et_pb_menu_0_tb_header .mobile_nav .mobile_menu_bar:before,.et_pb_menu_0_tb_header .et_pb_menu__icon.et_pb_menu__search-button,.et_pb_menu_0_tb_header .et_pb_menu__icon.et_pb_menu__close-search-button,.et_pb_menu_0_tb_header .et_pb_menu__icon.et_pb_menu__cart-button{color:#2dba9e}@media only screen and (max-width:980px){.et_pb_post_slider_0_tb_header{margin-left:-40px!important}}@media only screen and (max-width:767px){.et_pb_post_slider_0_tb_header{margin-left:-25px!important}}.et_pb_section_0_tb_footer.et_pb_section{background-color:#ffffff!important}.et_pb_row_0_tb_footer,body #page-container .et-db #et-boc .et-l .et_pb_row_0_tb_footer.et_pb_row,body.et_pb_pagebuilder_layout.single #page-container #et-boc .et-l .et_pb_row_0_tb_footer.et_pb_row,body.et_pb_pagebuilder_layout.single.et_full_width_page #page-container #et-boc .et-l .et_pb_row_0_tb_footer.et_pb_row{width:90%;max-width:90%}div.et_pb_section.et_pb_section_1_tb_footer{background-image:radial-gradient(circle at center,#2b87da 0%,#29c4a9 100%)!important}.et_pb_section_1_tb_footer.et_pb_section{padding-top:0px;padding-bottom:0px;background-color:#376FB5!important}.et_pb_text_0_tb_footer.et_pb_text{color:#FFFFFF!important}.et_pb_text_0_tb_footer{font-family:'Montserrat',Helvetica,Arial,Lucida,sans-serif}.et_pb_text_0_tb_footer.et_pb_text a{color:#2DBA9E!important}

Por que a Rússia adora bater no tambor das ‘notícias falsas’

 

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, de Moscou (CNN), tem um talento especial para frases de efeito, e a alegação de autoridades americanas de que a Rússia estava preparando um “vídeo de propaganda gráfica” para criar um pretexto para invadir a Ucrânia não foi exceção.

“Isso é ilusório, na minha opinião, esse tipo de fabricação”, disse ele a um repórter russo na sexta-feira. “E há cada vez mais deles todos os dias, é óbvio para qualquer cientista político mais ou menos experiente.”
O Ministério das Relações Exteriores da Rússia (MFA) adora uma notícia falsa – ou seja, eles adoram atacar qualquer coisa que possam apresentar como distorção, dissimulação ou propaganda ocidental. O ministério até hospedou uma página na web dedicada a divulgar o que eles chamaram de “publicações falsas” – uma página que, infelizmente, parece estar inativa.
Um briefing do Departamento de Estado dos EUA na quinta-feira reabasteceu ainda mais os estoques de snark da Rússia, depois que o repórter da Associated Press Matt Lee e o porta-voz do Departamento de Estado Ned Price discutiram sobre a relutância do governo Biden em apresentar as evidências subjacentes dos supostos planos para um vídeo de “bandeira falsa”. Os canais russos do Telegram estavam agitados com o vídeo da troca, que foi postado repetidamente por um repórter popular e exibido na TV estatal.
Mas vale lembrar duas coisas. Quando se trata de gerar desinformação, o governo russo tem um histórico formidável. E o confronto visto entre Lee e Price, com um repórter segurando os pés de um alto funcionário no fogo, é uma raridade relativa na Rússia.
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, ouve durante uma reunião com o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em 21 de janeiro de 2022, em Genebra, Suíça.

A desinformação e a propaganda não são novas. Mas a guerra em Donbas levou a prática a novos patamares para a Rússia.
A queda do voo 17 da Malaysia Airlines sobre o leste da Ucrânia em 2014 foi o caso clássico. A mídia russa divulgou uma série de teorias da conspiração para explicar a tragédia, do plausível ao absurdo. A Equipe de Investigação Conjunta Holandesa, que conduziu a investigação criminal sobre o acidente, concluiu que a aeronave foi derrubada por um sistema de mísseis Buk que pertencia ao exército russo .
E houve a cobertura sorridente dos envenenamentos por agentes nervosos em 2018 na cidade inglesa de Salisbury, pela mídia estatal russa, que exibiu uma entrevista bizarra com os supostos envenenadores russos, que alegavam ser humildes vendedores de suplementos nutricionais com interesse em arquitetura medieval. .
Para ter certeza, o aparato de segurança nacional dos EUA muitas vezes tem um histórico sombrio de nivelamento com o público . Mas quando se trata de travar guerras de informação, Washington muitas vezes parece superado por Moscou.
Tomemos, por exemplo, a confusão sobre o vazamento para o jornal espanhol El Pais das respostas dos EUA e da OTAN às demandas russas por garantias de segurança. A subsecretária de Estado dos EUA, Victoria Nuland, culpou a Rússia por essa história de vazamento em particular, e o Ministério das Relações Exteriores da Rússia teve um dia de campo com isso.
Um comunicado divulgado pela embaixada da Rússia nos Estados Unidos acusou os americanos de tráfico de “teorias da conspiração”. Maria Zakharova, a porta-voz do MFA russo, também deu um golpe em Nuland, dizendo em seu Telegram: “Victoria, a julgar por sua declaração, a Rússia joga [cartas] abertamente e os jogadores americanos dão cartas marcadas”.
Talvez nunca saibamos quem vazou os documentos. Os arquivos ou as memórias podem nos dizer um dia, mas vale lembrar a primeira pessoa que levantou publicamente a possibilidade de que eles se tornassem públicos: Sergey Lavrov .
fonte cnn usa

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
NewsPor que a Rússia adora bater no tambor das ‘notícias falsas’