Biden promete que não vai ‘enviar militares americanos para lutar na Ucrânia’

O presidente Biden disse que não comprometerá tropas americanas em uma potencial guerra na Ucrânia , já que as tensões continuam altas ao longo da fronteira do país do Leste Europeu com a Rússia.

“Embora eu não envie militares americanos para lutar na Ucrânia, fornecemos o equipamento militar ucraniano para ajudá-los a se defender”, disse Biden durante um discurso sobre a situação entre a Ucrânia e a Rússia na terça-feira. “Fornecemos treinamento, aconselhamento e inteligência para o mesmo propósito.”

Os comentários de Biden vêm como esperança de uma solução diplomática para as tensões na região, embora Biden tenha dito que relatos de tropas russas se afastando da fronteira com a Ucrânia ainda não foram verificados pelos EUA.

“O presidente Putin e eu concordamos que nossas equipes deveriam continuar engajadas” em uma solução diplomática, disse Biden. “Devemos dar à diplomacia todas as chances de sucesso, e acredito que existem maneiras reais de abordar nossas respectivas preocupações de segurança”.

Mas o presidente reforçou as tropas em defesa dos aliados da Otan, com os EUA enviando 500 soldados da 101ª Divisão Aerotransportada para a Polônia, que se juntarão a outras forças americanas já na região.

Não se engane, os Estados Unidos defenderão cada centímetro do território da Otan com toda a força do poder americano”, disse Biden durante o discurso. “Um ataque contra um país da OTAN é um ataque contra todos nós.”

Cerca de 3.000 soldados foram encarregados de enviar para a Europa na semana passada em resposta às tensões em curso entre a Ucrânia e a Rússia, somando-se aos milhares de militares que já estão permanentemente estacionados no continente.

Biden alertou para as graves consequências econômicas para a Rússia caso ela decida invadir a Ucrânia, embora não tenha dito que os militares dos EUA se envolveriam no conflito.

“Os Estados Unidos e nossos aliados e parceiros responderão de forma decisiva. O Ocidente está unido e galvanizado”, disse Biden na terça-feira. “Se a Rússia continuar, vamos reunir o mundo que se opõe à sua agressão. Os Estados Unidos e nossos aliados e parceiros ao redor do mundo estão prontos para impor sanções poderosas aos controles de exportação. indústrias-chave”.

fonte fox news

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsBiden promete que não vai ‘enviar militares americanos para lutar na Ucrânia’