Influenza aviária é confirmada em pássaros selvagens na Flórida e preocupa ambientalistas

Um surto de influenza aviária altamente patogênica foi confirmado pela Florida Fish and Wildlife Conservation Commission (FWCC) nesta terça-feira (22). Segundo a agência, a doença causada por um vírus foi a reponsável pela morte de centenas de pássaros nos condados de Brevard, Indian River e Volusia. Entre as espécies mais afetadas estão o urubu e o lesser scaup, um pato de cabeça negra. As aves doentes desenvolvem sintomas que indicam distúrbios neurológicos como tremores e falta de coordenação dos movimentos.

Apesar de o risco de transmissão para humanos ser quase nulo, os especialistas pedem às pessoas que não alimentem os pássaros selvagens, nem sem se aproximem de animais mortos. Ao avistar uma ave com comportamento estranho a recomendação é entrar em contato com o FWCC.

Outros estados como South Carolina e Indiana também relataram contaminações de aves pela influenza. Em Dubois (IN), uma granja comercial de perus inteira foi contaminada. Já no condado de Fulton, no Kentucky, cerca de 240 mil frangos doentes tiveram que ser abatidos após contraírem o vírus.  De acordo com o United States Department of Agriculture (USDA), a indústria avícola dos EUA não é afetada pela influenza aviária desde 2015, quando mais de 50 milhões de frangos e perus tiveram que ser sacrificados. Desde então, processadoras de aves comerciais e ovos investiram em novas medidas de biossegurança para conter a propagação da doença.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsInfluenza aviária é confirmada em pássaros selvagens na Flórida e preocupa ambientalistas