Senado confirma primeira juíza negra para a Suprema Corte dos EUA

A juíza Ketanji Brown Jackson (foto: Divulgação)

Com uma votação de 53 votos a favor e 47 contra, o Senado dos EUA aprovou a nomeação da juíza  Ketanji Brown Jackson para ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal do país. A posse será neste verão e fará da magistrada a primeira mulher negra a servir na alta corte americana. Além disso, ela é a primeira representante do estado da Flórida na função. Jackson enfrentou a resistência de alguns congressistas do Partido Republicano, incluindo dois do seu próprio estado: os senadores Marco Rubio e Rick Scott, que votaram pela rejeição da juíza. Apenas três membros da bancada republicana confirmaram a indicação do presidente Joe Biden: Lisa Murkowski (Alasca), Mitt Romney (Utah) e Susan Collins (Maine).

Ela vai ocupar a vaga de Stephen Breyer, de 83 anos, que foi indicado pelo ex-presidente Bill Clinton em 1994. Jackson tem 51 anos, nasceu em Washington D.C., mas mudou-se para Miami ainda bebê. Antes de assumir cargos como juíza, ela atuou como defensora pública federal. Pelo Twitter, o presidente Biden comemorou a aprovação: “Ela será uma juíza incrível, e eu estou feliz por compartilhar este momento ”, postou o democrata.

A Suprema Corte dos EUA é formada pela maioria dos juízes conservadores. Pela frente, Jackson terá que avaliar temas como aborto e restrição às armas de fogo.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsSenado confirma primeira juíza negra para a Suprema Corte dos EUA