Ucrânia recebeu caças para fortalecer frota anuncia Pentágono

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, anunciou, nesta terça-feira (19), sem maiores detalhes, que a Ucrânia recebeu caças e peças de reposição para fortalecimento de sua frota aérea.

“Eu apenas diria, sem entrar em detalhes sobre o que outros países enviaram, que eles receberam aeronaves adicionais e peças de reposição para poder aumentar o tamanho da frota”, afirmou Kirby.

Segundo o analista Internacional Lourival Sant’Anna, seriam os caças MiG-29 que a Polônia havia ofertado anteriormente.

Lourival explica que os russos não iniciaram ainda os principais combates no Donbass, que requerem coordenação, o que eles ainda não mostraram no período de guerra. Seria necessário a criação de um perímetro na região, e embora seja apenas no leste ucraniano, o território corresponde a 1/4 do país.

“Então, tem tropas avançadas ali que estão com espírito de guerra estão com moral alto da parte dos russos. Isso não é a maioria. É aquela tropa avançada dos russos que está ali no leste da Ucrânia. Mas eles terão imensa dificuldade em fechar esse perímetro e cortar essa linha de comunicação entre as forças ucranianas que estão no leste e o restante no centro-oeste”, expõe.

Por outro lado, o Ocidente terá imensa dificuldade para a entrega dos suprimentos que estão sendo destinados para a Ucrânia. Isso acontece porque no atual estágio do conflito, você precisa atravessar todo o território ucraniano até chegar ao leste. Estamos falando de 700 até 800 quilômetros, dependendo do ponto de partida.

“Então, a guerra se torna muito mais complexa. Sempre ela é quando é uma guerra territorial, uma guerra terrestre, uma guerra de domínio e que será realmente muito sangrento. Se nós achamos que até foi muito sangrenta, a partir de agora nós vamos ver coisas muito mais dificeis, estilo a Primeira Guerra Mundial”, finaliza.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsUcrânia recebeu caças para fortalecer frota anuncia Pentágono