Polícia de São Paulo pede prisão preventiva do empresário Saul Klein

Pedido foi feito na quinta-feira, 28, e foi baseado nas investigações de crimes sexuais que supostamente cometidos pelo filho do fundador das Casas Bahia

O empresário Saul Klein (à dir.) foi candidato a vice prefeito de São Caetano do Sul na chapa encabeçada por Fábio Palácio (à esq.)

Polícia Civil do Estado de São Paulo indiciou e pediu a prisão preventiva do empresário Saul Klein, filho de Samuel Klein, fundador das Casas Bahia. A informação foi confirmada à Jovem Pan pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP). O pedido de prisão foi feito na quinta-feira, 28, e é baseado nas investigações de crimes sexuais supostamente cometidos contra 14 mulheres com idades entre 16 e 24 anos que estão testemunhando no inquérito. Klein foi indiciado por organização criminosa, redução à condição análoga à escravidão, tráfico de pessoas, estupro, estupro de vulnerável, casa de prostituição, favorecimento à prostituição ou qualquer tipo de exploração sexual de criança, ou de adolescente, ou de vulnerável. Outras nove pessoas que também são suspeitas de envolvimento foram indiciadas. O caso será analisado pelo Ministério Público (MP), que vai decidir se denuncia ou não os envolvidos.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
ComportamentoPolícia de São Paulo pede prisão preventiva do empresário Saul Klein