Brasileiro aplica golpe de mais de $ 500 mil com venda falsa de casas

ORLANDO – O paulista João Carlos do Rego, de 42 anos, está sendo acusado de estelionato pela venda falsa de casas e terrenos, causando um prejuízo de quase $ 500 mil a brasileiros, a maioria moradores de Orlando, na Flórida. Uma ocorrência policial registrada no início do mês no Condado de Orange o acusa de simular vendas, usando fotos e documentos copiados na internet.

Rego pegava nos sites especializados em leilões fotos e descrições de imóveis recuperados por bancos e convencia as pessoas a investirem na compra pelo preço inicial de lance para obter lucro mais tarde com a venda do imóvel pelo valor real de mercado.

O ex-policial Fabiano Carneiro disse em entrevista a Rádio Manchete USA que investiu $ 80 mil. “Eu e minha esposa investimos porque é uma prática legal no país este tipo de negócio. Eu conheci o João (Carlos do Rego) na academia em Orlando e ele é muito bom de conversa e me convenceu”, explica.

Fabiano e a esposa acreditaram estar investindo numa casa no Tennessee: “Ele faz contrato entre a empresa dele e as pessoas compradoras. Faz tudo parecer lícito. Quando percebemos que era um golpe pedimos nosso dinheiro de volta e ele falou que não havia comprado a casa e que era para falar com o advogado dele porque não devolveria nem um centavo.”

Depois que foram a polícia e registraram o golpe do qual foram vítimas, o casal descobriu que outras 13 pessoas também haviam sido lesadas por Rego.

A primeira regra do estelionatário é oferecer negócios distantes do local onde moram os potenciais compradores, assim a maioria pensou estar adquirindo imóveis no Tennessee ou em Michigan.

Enquanto as investigações policiais ainda estão em curso, as vítimas criaram grupos e espalham nas redes sociais fotos do bandido, tentando reunir mais pessoas que possam ter sido lesadas. Rego, segundo Fabiano Carneiro, ‘ameaça com mais frequência as vítimas que não são legais no país’.

“Ele costuma falar que ele é legal e vai chamar a imigração para deportar as pessoas”, disse Carneiro.

O advogado Danilo Brack, da Brack Law, explica que em casos de crime o status imigratório não pode ser objeto de medo das pessoas. “A polícia quer tirar das ruas esses bandidos. E precisa da cooperação da comunidade, não importando na maioria das vezes se a vítima é legal ou não.”

Em tempo: Rego tem 58 processos contra ele nos Tribunais de São Paulo, no Brasil. Todos por estelionato.

FONTE: https://mancheteusa.com

 

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
ComportamentoBrasileiro aplica golpe de mais de $ 500 mil com venda falsa de casas