FBI investiga pinturas de Basquiat exibidas no Orlando Museum of Art, diz NYT

A equipe de crimes de arte do FBI está investigando a autenticidade de 25 pinturas que o Museu de Arte de Orlando, na Flórida, diz que foram criadas por Jean-Michel Basquiat e estão em exibição lá, de acordo com uma intimação federal e várias pessoas com conhecimento da situação.

Segundo o museu e seus proprietários, as pinturas da exposição “Heroes & Monsters: Jean-Michel Basquiat” foram recuperadas de uma unidade de armazenamento de Los Angeles em 2012. As obras eram praticamente invisíveis antes da abertura da mostra em fevereiro. Um artigo no The New York Times levantou questões sobre sua autenticidade, relatando que um designer que havia trabalhado anteriormente para a Federal Express havia identificado o tipo de letra FedEx em um pedaço de papelão que Basquiat teria pintado como um que não foi projetado até 1994 – seis anos após a morte do artista.

Os proprietários das pinturas e o diretor e CEO do museu, Aaron De Groft, dizem que as pinturas são genuínas Basquiats, citando declarações de especialistas do mundo da arte encomendados pelos proprietários. As pinturas devem deixar o museu em 30 de junho para exposições públicas na Itália.

Agentes especiais do FBI entrevistaram pessoas do mundo da arte e do design, concentrando-se nas pinturas da exposição e em seus proprietários principais, que disseram anteriormente em entrevistas que estavam tentando vender as obras. Os interrogados incluem De Groft, de acordo com dois funcionários do museu que receberam anonimato porque disseram que De Groft alertou a equipe de que qualquer pessoa que falasse com a mídia seria demitida.

De Groft não respondeu a pedidos de comentários sobre qualquer questionamento do FBI ou sobre suas instruções para a equipe do OMA, como o museu é conhecido.

Em uma intimação ao OMA datada de 27 de julho de 2021, o FBI exigiu “toda e qualquer” comunicação entre os funcionários do museu e os proprietários das obras de arte “supostamente do artista Jean-Michel Basquiat”, incluindo correspondência com especialistas sobre a obra. A intimação, que foi revisada pelo Times, mostra que o FBI também exigiu do conselho de administração do museu registros sobre as pinturas.

O FBI se recusou a comentar sobre a investigação ou seu status. Se autênticas, as pinturas de Basquiat valeriam cerca de US$ 100 milhões, de acordo com a Putnam Fine Art and Antique Appraisals, que as avaliou para os proprietários.

Este artigo foi publicado originalmente no  The New York Times .

By Brett Sokol
The New York Times

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
Artistas e FamososFBI investiga pinturas de Basquiat exibidas no Orlando Museum of Art, diz NYT