Novo relatório no Senado faz duras críticas à política imigratória de Biden

 

Mais do que um recorde histórico, a recente apreensão de 239 mil indocumentados que chegaram aos Estados Unidos pelo México, somente no mês de maio, já teve uma consequência concreta. Para conter o que chama de estímulo à migração ilegal, um grupo de senadores republicanos, da Comissão de Relações Exteriores, preparou um relatório questionando  o plano do Homeland Security. Os políticos chegaram a afirmar que a política do presidente Joe Biden para o setor é uma “catástrofe humanitária” e que o governo precisa estabelecer controles sólidos para a fronteira sul do país.

“O documento oferece recomendações para lidar com as causas profundas desta situação, em busca de mais segurança. Precisamos dar um ponto final a esse problema”, afirmou o senador James Risch, de Idaho, membro da comissão.  O relatório, intitulado “Crise da fronteira de Biden”, tenta demonstrar que uma suposta falta de capacidade na aplicação da lei de proteção foi usada por organizações criminosas que lucram com o contrabando de drogas e de seres humanos naquela região.

Além de Risch, o relatório foi assinado por outros sete senadores republicanos da comissão, entre  eles Marco Rubio, (Flórida) e Ted Cruz (Texas). A Casa Branca não se pronunciou sobre o tema, nem a vice-presidente Kamala Harris, apontada por Biden para coordenar os esforços da crise imigratória.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsNovo relatório no Senado faz duras críticas à política imigratória de Biden