Agente do FBI disfarçado de imigrante brasileiro prende suposto coiote mineiro em Connecticut

O mineiro Fagner Chaves de Lima, de 41 anos, morador de East Hartford, Connecticut, foi preso pelo FBI sob acusação de tráfico humano. Segundo boletim emitido pelo U.S. Justice Department na quinta-feira (30), a prisão em flagrante aconteceu em Worcester no dia 16 de junho. Na ocasião, Fagner aceitou se encontrar com um agente disfarçado que estaria em contato com ele pelo WhatsApp há algumas semanas. O detetive teria se passado por um imigrante brasileiro interessado em trazer a irmã e uma sobrinha ilegalmente do Brasil para os EUA. O suspeito teria cobrado $15 mil dólares pela travessia.

De acordo com o documento, Fagner teria admitido durante as conversas com o agente que estava “há vinte anos no ramo” e conseguia colocar dentro do território americano pessoas “com visto, sem visto e até procurados pela polícia”.

Em uma das mensagens trocadas com o policial, ele reconhece os perigos do tráfico de pessoas. “Em troca de pagamentos de milhares de dólares, De Lima fez arranjos de viagens para clientes ingressarem ilegalmente nos EUA vindos do Brasil de avião ou ônibus. Além disso, ele extorquiu clientes durante a travessia e ameaçava prejudicá-los ou a suas família se não pagassem dinheiro adicional”, acusaram as autoridades.

A procuradora federal Rachael Rollins assinou uma nota conjunta com o FBI declarando que “as operações de contrabando abusam, exploram e colocam em risco vítimas indefesas”. Se condenado, Fagner Chaves de Lima pode pegar até 10 anos de prisão, além de multa de $250 mil.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsAgente do FBI disfarçado de imigrante brasileiro prende suposto coiote mineiro em Connecticut