Polícia Civil do Rio estourou cativeiro e libertou americano na segunda-feira. Ele tinha contratado duas garotas de programa, que voltaram posteriormente com sequestradores.

A Polícia Civil deu mais detalhes nesta terça-feira (12) sobre a libertação de um juiz americano mantido em cativeiro, ocorrida no dia anterior em Copacabana, Zona Sul do Rio. Ele foi mantido refém por dois homens, que exigiram R$ 200 mil de resgate.

Um homem foi preso durante a ação nesta terça, realizada por uma força-tarefa coordenada pela Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat), com agentes da Delegacia Antis-sequestro (DAS) e a da 24ª DP (Piedade).

As investigações tiveram início a partir de informações obtidas pela delegacia de Piedade. Durante diligências, os policiais constataram que a vitima havia recebido, pela manhã, duas garotas de programa no flat onde estava hospedado. À tarde, elas retornaram ao local na companhia de dois homens.

Segundo os agentes, os criminosos renderam o americano, roubaram dinheiro e o levaram para local ainda desconhecido. Momento este que passaram a exigir resgate para a liberação da vítima.

Após algumas horas de investigação e negociação, um dos envolvidos foi preso ao retornar para o bairro de Copacabana A vítima foi libertada pelos policiais sem que houvesse pagamento.

A investigação continua para localizar e prender outros envolvidos no crime.

Fonte:G1

 

O que achou?

comentários

Share This