OS BENEFÍCIOS DO GENGIBRE PARA SUA SAÚDE

Com uma longa história de uso medicinal, o gengibre é um alimento que dá sabor extra a diversas receitas e contribui para manter a saúde. O alimento tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, aliado a poucas calorias (80 kcal a cada 100 gramas) e alguns minerais importantes, como magnésio e potássio. Há diversas tonalidades, que variam do branco ao bege e pode ser encontrado fresco, em conserva, cristalizado, seco e em pó. Incluí-lo no dia a dia significa aproveitar suas propriedades nutricionais e turbinar o organismo.

AJUDA A CONTROLAR O DIABETES 

Ajuda a controlar o diabetes Os gingerois, substâncias do gengibre, possuem propriedades digestivas e ajudam no controle de diabetes tipo 2. Há diversos estudos que relacionam os benefícios da planta para esse problema de saúde, por colaborar com a melhora na secreção de insulina. Uma dessas pesquisas comprovou que o alimento pode reduzir a glicose no sangue.

REDUZ CÓLICAS MENSTRUAIS 

Muitas mulheres sofrem todos os meses com as cólicas durante a menstruação. Nesse período, aparece uma dor pélvica que ocorre devido a contrações do útero para eliminar o sangramento menstrual. A boa notícia é que o gengibre, graças a suas propriedades anti-inflamatórias, ajuda a diminuir as dores.

AJUDA A EMAGRECER 

Conhecido por seu poder termogênico, ou seja, aumenta a temperatura do organismo, o gengibre faz com que o organismo queime mais calorias. Também auxilia na redução do apetite e reduz a absorção de gorduras, o que contribui para o emagrecimento.

COMBATE INFECÇÕES 

Mais uma vez o gingerol, substância presente no gengibre fresco, é responsável por diminuir o risco de infecções no organismo. Foi comprovado cientificamente que o gengibre diminui o crescimento de diferentes tipos de bactérias. O alimento também combate as bactérias orais que estão relacionadas a doenças inflamatórias nas gengivas, como gengivite e periodontite.

MELHORA A DIGESTÃO

Consumir gengibre ajuda o pâncreas a funcionar melhor e gerar mais enzimas que vão favorecer a absorção de nutrientes, facilitando a digestão –propriedade atribuida aos gingerois. O gengibre e seus constituintes também previnem ou “neutralizam” as úlceras gástricas funcionando como protetor do estômago. Além disso, o alimento acelera o esvaziamento do estômago de pessoas que sofrem de indigestão crônica (dispepsia). O problema de saúde causa dor e desconforto na parte superior do estômago.

COMBATE NÁUSEAS 

O gengibre ajuda a aliviar as náuseas. Um estudo realizado pela University of Zurich (Suíça) comprovou que o alimento previne enjoo em viagens longas. Foram avaliados mais de 1400 pessoas e o gengibre mostrou-se um excelente remédio para evitar esse mal-estar. Além disso, o alimento diminui as náuseas e vômitos após cirurgias e em pacientes com câncer que precisam realizar quimioterapia. E também reduz as náuseas relacionadas à gravidez, como os enjoos matinais.

Como consumir?

Há diversas formas de incluir o gengibre na rotina. Veja alguns exemplos de como usufruir de todos os benefícios do alimento: –

Chá: bastante prático, o chá de gengibre pode ser preparado a partir da infusão de pedaços do alimento. Para incrementar o sabor, outros ingredientes podem ser acrescentados como limão, canela ou maçã. A recomendação é de até três xícaras de chá de gengibre por dia.

Na salada: é possível acrescentar uma colher de gengibre ralado na salada na hora das refeições. Caso prefira, também é interessante polvilhar sobre saladas de fruta.

Sucos: você também pode consumir o gengibre em pó dissolvendo em água, adicionando em sucos, ou cápsulas de gengibre.

Com água: outra forma de consumo é encher uma garrafa de água e adicionar o gengibre em pedaços. Recomenda-se de quatro a cinco rodelas do alimento ou duas colheres do gengibre ralado.

Em receitas: o gengibre pode ser ralado e adicionado a pratos principais doces e salgados.

 

Riscos no consumo de gengibre em excesso

O gengibre é considerado um alimento bastante seguro e não faz mal para a maioria das pessoas. Mas, consumir em grande quantidade causa refluxo estomacal, irritação na boca e diarreia. Não é recomendado consumir mais de 4g de gengibre por dia ou 1 g durante a gravidez. As gestantes devem consumir com moderação, pois há riscos de aborto espontâneo e má-formação do bebê.

Não há estudos que falem sobre a segurança do alimento para o período de amamentação, por isso, os especialistas acham melhor que o gengibre seja evitado nesses casos. Por ser termogênico, quem possui hipertireoidismo também deve evitar o consumo, pois o metabolismo já está muito acelerado e aumenta o risco de perda de massa muscular. Pessoas que usem remédios anticoagulantes também devem evitar o gengibre, uma vez que retarda a coagulação sanguínea, podendo causar sangramentos. Além disso, quem tem hipertensão não deve consumir o gengibre, especialmente quem toma medicação para controlar a pressão.

 

FONTES: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2018/12/08/gengibre-ajuda-a-emagrecer-conheca-os-beneficios-do-alimento.htm#:~:text=Conhecido%20por%20seu%20poder%20termog%C3%AAnico,que%20contribui%20para%20o%20emagrecimento.

 

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsOS BENEFÍCIOS DO GENGIBRE PARA SUA SAÚDE