Mulher de Oakland Park é acusada de tentar infectar membros da equipe de socorro com HIV

Operadores de uma casa de recuperação em Oakland Park chamaram o resgate quando uma de suas hóspedes parecia estar tendo uma overdose de drogas. Mas quando a ajuda chegou, a mulher começou a cuspir nos paramédicos e depois alegou ter HIV, disse o Gabinete do xerife de Broward.

Jacqueline Bednarczyk, de 22 anos, estava sentada em uma cadeira de jardim na varanda da frente da instituição no quarteirão 400 da Northeast 33rd Street por volta das 3 p.m. no dia 4 de setembro. Seus olhos estavam revirados e ela mal respirava, de acordo com o relatório do incidente.

Quando a equipe de socorro trabalhava para reanimá-la, Bednarczyk começou a combatê-los batendo, chutando, mordendo, xingando e cuspindo neles.

Eles tentaram administrar Narcan para neutralizar os efeitos da overdose de opióides, mas ela continuou a cuspir e lutar. Vários bombeiros relataram que a mulher cuspiu em seus olhos e bocas. Um deles disse que pode ter recebido uma cuspida em um corte aberto no dedo.

Bednarczyk recebeu Narcan, mas continuou a gritar palavrões na unidade de resgate a caminho do Broward Health Imperial Point, em Fort Lauderdale. Ela retomou a luta no pronto-socorro quando um policial tentou tirar seu celular.

A mulher detida disse ao policial e à equipe médica responsável por seu tratamento que ela era HIV positiva e esperava ter infectado todos eles.

Ela foi presa e acusada de cinco acusações de transmissão criminosa do HIV e cinco de agressão a um agente da lei. Ela permanece na prisão do condado de Broward sob fiança de $10 mil.

O que achou?

comentários

Anterior

Próxima

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
NewsMulher de Oakland Park é acusada de tentar infectar membros da equipe de socorro com HIV