O ministro Alexandre de Moraes decretou a prisão do jornalista Oswaldo Eustáquio pela quinta vez. Além disso, o ministro requer um mandado de busca e apreensão em desfavor do jornalista.

Além do pedido de prisão de Eustáquio, Moraes também decretou a prisão e busca e apreensão contra agricultores, indígenas e pelo menos um pastor evangélico. De acordo com informações da Folha de São Paulo, estão sendo cumpridos nesta quinta-feira (15) pelo menos 100 mandados entre buscas e apreensões em diversos estados.

O novo pedido de prisão contra Eustáquio é um escândalo, pois o jornalista está sobre uma cadeira de rodas após ser espancado, torturado e ter sofrido um acidente no Complexo Penal da Papuda em 2020. O pedido também é uma provocação ao presidente Jair Bolsonaro, pois o jornalista Oswaldo Eustáquio entrou na sede do Palácio do Alvorada, residência oficial do presidente da República no início desta semana. Uma equipe da PF estava na saída do Alvorada para prender o jornalista na saída, no entanto, não obteve êxito. Existem duas equipes da PF de campana para cumprir este mandado e os demais. Uma na saída do Alvorada, onde muitos patriotas passam o dia e outra nas redondezas do QGEX Brasília, está, foi expulsa da área militar ainda ontem. A conta no banco do jornalista Oswaldo Eustáquio já foi bloqueada pela justiça. O mandado ainda não foi cumprido pois o jornalista está em área de segurança nacional sob a jurisdição das Forças Armadas.

O que achou?

comentários

Share This