Idosa disse que agiu para atender a um pedido do homem 

Ellen Gilland, de 76 anos, matou a tiros o marido Jerry Gilland, de 77, neste sábado (21), em um hospital de Daytona Beach, na Flórida, onde ele estava internado em estado terminal. À polícia, ela disse que agiu para atender a um pedido do homem, e que o plano incluía que ela cometesse suicídio logo em seguida. Entretanto, o xerife Jakari Young, do Daytona Beach Police Department, contou durante uma entrevista coletiva que ela desistiu de tirar a própria vida, e se trancou no quarto do Hospital AdventHealth, onde estava o corpo do marido.

Após horas de negociação, a idosa se entregou aos agentes. Segundo Jakari, toda a área do 11º andar do hospital, onde ficam os pacientes terminais, foi evacuada  e os outros doentes receberam escolta dos agentes.

Ela foi presa assim que saiu e se entregou aos policiais, e agora enfrenta acusação de homicídio. Os agentes não esclareceram como ela consegui entrar no hospital com a arma, sem ser detectada pelo controle de metais.

O que achou?

comentários

Share This