Reino Unido bane raça ‘American Bully XL’ e 246 cães podem ser sacrificados

A decisão tem sido alvo de críticas, com argumentos destacando que o comportamento do animal é influenciado pela forma como é criado

Em uma decisão recente, o Reino Unido implementou uma proibição da raça American Bully XL na Inglaterra e no País de Gales, a partir de 28 de novembro deste ano. A medida foi tomada em resposta a uma série de ataques, incluindo um incidente no qual uma menina de 11 anos sofreu ferimentos graves.

A partir de 31 de dezembro de 2023, indivíduos estarão proibidos de realojar, vender, comprar ou transferir cães dessa raça para terceiros. A proibição abrange exclusivamente os American Bully XL, caracterizados por seu peso superior a 60 quilos e altura de até 58 centímetros.

Além disso, a legislação estabelece que, a partir de 1° de fevereiro de 2024, será ilegal possuir um cão dessa raça. O governo britânico anunciou ainda uma compensação de £200 para os tutores que optarem por sacrificar seus cães American Bully XL, evitando assim a apreensão dos animais. De acordo com a Sky News, cerca de 246 animais devem ser sacrificados após 31 de dezembro.

A decisão, no entanto, tem sido alvo de críticas, com argumentos destacando que o comportamento do animal é influenciado pela forma como é criado.

O que achou?

comentários

Share This