eBay paga multa milionária após funcionários enviarem aranhas e baratas vivas para casal em Massachusetts

O Departamento de Justiça dos EUA acusou o eBay de perseguição e obstrução da justiça, após assédio de funcionários contra casal que criticou a empresa online

A empresa de varejo online eBay Inc. concordou em pagar uma multa de $ 3 milhões para encerrar acusações criminais relacionadas a uma chocante campanha de assédio conduzida por seus funcionários. Documentos judiciais revelaram que seus empregados enviaram aranhas e baratas vivas, além de outros itens perturbadores, para a residência de um casal em Massachusetts.

O Departamento de Justiça dos EUA acusou o eBay de perseguição, adulteração de testemunhas e obstrução da justiça, mais de três anos após o início do assédio contra David e Ina Steiner, que eram os editores de um boletim informativo online chamado EcommerceBytes. Os recebidos inesperados começaram em 2019, após Ina escrever uma história crítica sobre a ação movida pelo eBay contra a Amazon. Executivos do eBay, incluindo o então CEO Devin Wenig, foram acusados de orquestrar a perseguição. Sete ex-funcionários se declararam culpados, e James Baugh, descrito como o mentor do esquema, foi condenado a quase cinco anos de prisão.

A pena criminal de $ 3 milhões é a multa máxima possível sob as acusações. O atual CEO do eBay, Jamie Iannone, classificou a conduta da empresa em 2019 como “errada e repreensível”, destacando as mudanças implementadas desde então. O acordo exige a nomeação de um monitor independente para supervisionar a empresa por três anos, garantindo conformidade com os termos e a lei federal.

Os Steiners, vítimas da campanha, expressaram seu impacto “emocional, psicológico, físico, reputacional e financeiro”. O casal espera que o acordo marque um passo significativo para prevenir futuros casos semelhantes e responsabilizar os líderes corporativos.

O que achou?

comentários

Share This