La Kena: Notório líder do cartel mexicano capturado

O líder de uma facção do notório Cartel do Golfo no México foi preso, segundo relatos da mídia local.

José Alberto García Vilano, também conhecido como La Kena ou Ciclon 19, supostamente lidera a violenta célula Los Ciclones.

Seu grupo é acusado de sequestrar quatro cidadãos norte-americanos em março do ano passado, matando dois deles.

Vilano teria sido capturado em um shopping na cidade de Monterrey, depois que informações sobre seu paradeiro foram vazadas para autoridades.

Imagens não verificadas nas redes sociais pretendem mostrar Vilano e seus associados sendo conduzidos por policiais armados por um shopping.

Os quatro cidadãos norte-americanos foram raptados na cidade fronteiriça de Matamoros, que fica em frente à cidade texana de Brownsville, nos Estados Unidos.

Matamoros está preso entre facções beligerantes do Cartel do Golfo, enquanto lutam pelo controle das chamadas praças – as rotas de contrabando de drogas para o norte, para os EUA.

Os quatro norte-americanos cruzaram a fronteira e entraram na conturbada cidade para fazer uma cirurgia estética, segundo parentes. Não é incomum que os americanos viajem para o México em busca de serviços médicos, onde os procedimentos são muito mais baratos, mas às vezes também mais arriscados.

O vídeo mostrou o grupo sendo carregado em uma caminhonete por homens fortemente armados. Um é maltratado até o veículo, enquanto os outros parecem inconscientes e são arrastados até o caminhão.

A provação deles durou quatro dias.

Dois deles – Zindell Brown e Shaeed Woodard – foram mortos, assim como uma mulher mexicana de 33 anos, que estava presente.

O motivo do ataque não foi confirmado, mas as autoridades mexicanas estariam investigando se o grupo havia sido confundido com membros de um cartel riva

Logo após o incidente, outra célula dissidente do Cartel do Golfo, o Grupo Scorpions, teria pedido desculpas pelo sequestro e entregado cinco homens considerados responsáveis.

Desde 2022, o governo do estado de Tamaulipas, onde Matamoros está localizado, recebeu uma recompensa de 2.500.000 pesos (US$ 145.000; £ 115.000) por informações que levem à prisão de Vilano.

Ele também teria sido procurado pela Administração Antidrogas dos EUA (DEA).

O que achou?

comentários

Share This