ERO Boston prende brasileiro condenado por agressão e crime sexual contra adolescente

O Departamento de Operações de Execução e Remoção (ERO) de Boston anunciou, na terça-feira (6), a prisão de um cidadão brasileiro recentemente condenado por crime sexual e agressão. O homem, de 52 anos, não teve sua identidade revelada pelas autoridades.

Segundo o ERO, o brasileiro foi detido em 25 de janeiro, perto da residência onde morava em Peabody, Massachusetts. A ação faz parte de uma operação nacional de fiscalização da imigração, onde oficiais do ERO do Serviço de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) apreenderam 171 não-cidadãos presentes ilegalmente no país com acusações ou condenações pendentes por assassinato, homicídio ou agressão contra crianças. O esforço nacional de aplicação da lei ocorreu entre 16 a 28 de janeiro.

De acordo com a investigação, o brasileiro foi admitido nos Estados Unidos como visitante em março de 2015. Ele permaneceu ilegalmente no país por mais de oito anos além do tempo permitido pelos termos do seu visto. Em outubro de 2021, o cidadão brasileiro foi preso e processado no Tribunal Superior de Suffolk, em Boston. Ele foi acusado de dois crimes de agressão indecente, agressão sexual contra adolescente (pessoa acima de 14 anos) e duas outras acusações de agressão. Em agosto de 2023, ele foi condenado por todas as acusações e recebeu uma pena suspensa de dois anos, seguida de três anos de liberdade condicional.

Ele foi legalmente classificado como criminoso sexual registrado de nível 2 na Comunidade de Massachusetts. Depois que o ERO Boston confirmou sua presença em Massachusetts, os oficiais de deportação do ERO Boston o prenderam. Ele permanecerá sob custódia da ERO Boston, que buscará sua deportação por meio do restabelecimento de uma ordem final anterior de remoção emitida por um juiz federal de imigração junto ao Escritório Executivo para Revisão de Imigração (EOIR) do Departamento de Justiça dos EUA.

“A aplicação inteligente e eficaz das leis de imigração dos Estados Unidos exige que a ERO Boston concentre nossos recursos na apreensão e remoção de ameaças à segurança pública”, disse o Diretor do Escritório de Campo da ERO Boston, Todd M. Lyons. “Um agressor sexual violento e condenado não deveria poder desfrutar das liberdades e outros benefícios pelos quais o nosso país – e as nossas comunidades de New England – são conhecidos. Aplaudo os esforços dos meus agentes, que trabalharam incansavelmente para garantir que ninguém pudesse ser vítima novamente deste indivíduo.”

 

 

O que achou?

comentários

Share This