Secretário de Orçamento Federal, Paulo Bijos. Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

O Governo Federal divulgou nesta sexta-feira 22 (mas com clima de uma sexta-feira 13) uma previsão nada boa para o Pais. A previsão para o resultado fiscal de 2024 saiu de um superávit de R$ 9,1 bilhões para um déficit de R$ 9,3 bilhões. O resultado é a diferença entre receitas e despesas.

Para segurar o limite de gastos para 2024 (previsto em R$ 2.1 trilhões), foi divulgado um bloqueio de R$ 2.9 bilhões no Orçamento, o que representa 1,42% das despesas não obrigatórias.

Segundo o Secretário de Orçamento Federal, Paulo Bijos, houve um aumento na projeção de despesas de R$ 1.6 bilhão e uma redução de R$ 16,8 bilhões na arrecadação de receitas.

Nesta primeira avaliação bimestral do orçamento, Bijos destaca que a meta fiscal para 2024 admite um superávit ou um déficit de até R$ 28.8 bilhões. Esta primeira medição encontra-se ainda dentro do previsto, apesar do desejo da busca do Superávit.

Bijos também destaca que o Governo fez uma revisão de alguns parâmetros Macroeconômicos que influenciam a economia. As despesas não-obrigatórias somam R$ 204,4 bilhões. Porém, a despesa que pode ser bloqueada é de apenas R$ 77 bilhões, uma vez que as emendas parlamentares impositivas e as despesas com educação e saúde não podem ser bloqueados.

Dentre os parâmetros macroeconômicos estabelecidos na LOA 2024 e o apurado no 1º bimestre, temos, respectivamente:

  • PIB real (%): 2,19 | 2,22
  • PIB nominal (R$ trilhões): 11,37 | 11,54
  • IPCA acum. (%): 3,55 | 3,50
  • INPC acum. (%): 3,25 | 3,25
  • IGP-DI acum. (%): 4,00 | 3,50
  • Taxa Over – SELIC Acumulado Ano (%): 9,80 | 9,63
  • Taxa de Câmbio Média (R$/US$): 5,03 | 4,94
  • Preço Médio do Petróleo (US$/barril): 82,34 | 80,70
  • Valor do Salário Mínimo (R$ 1,00): 1.421 | 1.412
  • Massa Salarial Nominal (%): 8,46 | 9,84

Fonte: Ministério do Planejamento e Orçamento / Agência Câmara de Notícias.

O que achou?

comentários

Share This